29.2.12

Bagagens violadas, evite esse transtorno.

Ao chegar em nosso primeiro destino na Europa e ter desfeito as malas não encontrei entre meus pertences um relógio que tinha certeza absoluta de ter posto em um compartimento da mala.
Assistindo a esse vídeo, descobri seu malfadado destino.

video

Achei que minhas coisas estariam seguras ao despachar as malas no aeroporto, pois tive o cuidado de fechá-las com um cadeado. Ledo engano e grande decepção.
Por motivo de segurança, todas as bagagens despachadas são inspecionadas por raio X, logo qualquer objeto de metal ou eletrônico é identificado. Jóias, relógios, notebooks e tablets são os ítens mais cobiçados pelas quadrilhas dos aeroportos. Sim, não é possível que só um bandido faça o “serviço sozinho” e segundo informações internas, esse tipo de crime acontece com mais frequência do que nós, ingênuos viajantes, imaginamos. Portanto, vou repetir o que sempre é recomendado: é mais prudente e seguro, levar seus objetos de valor (estimativo ou não) em sua bagagem de mão. Caso não seja possível, declare-os na hora do check-in. Segundo a ANAC, nesse procedimento a empresa aérea tem permissão de verificar o conteúdo dos volumes ou até mesmo cobrar um adicional sobre o valor declarado.
Se suas malas forem dessas mais comuns, que são fechadas por zipper, passe duas faixas grossas por elas ou mesmo “silver tape”.  Não que isso vá te livrar dos bandidos de carteira assinada mas irá dificultar seu trabalho e talvez eles não tenham tempo de vasculhar sua bagagem. Se for necessário, não só zelar pelo que está dentro da mala mas também por ela própria, o mais indicado é usar o  serviço de proteção de bagagens, aquele que envolve por inteiro os volumes em plástico grosso e está disponível em quase todos os aeroportos (como o Protec Bag).
Em tempo: o relógio “perdido” custou 32 dólares. Não valia quase nada porém era de um valor estimativo imenso.

9.2.12

2 Na Estrada: Europa 2012

Caros leitores,
Estamos em pleno inverno europeu.
Em breve contaremos como aproveitar ao máximo os dias gelados na Espanha e na Itália- com direito a um roteiro de carro entre Roma e Florença.
Aguardem,
2 Na Estrada